10
julho

Depois de tantos anos me maquiando, praticamente diariamente, não tem como não aprender alguns truques que facilitam a VIDA, não é mesmo? E como eu AMO compartilhar tudo com vocês, deixo aqui mais algumas dicas que fazem a diferença na hora de usar esponja de maquiagem.

 

Você já sabe que, em parceria com a Océane, desenvolvi a Esponja Flat Blend. Depois de testar e usar muitas esponjas do mercado, eu fui anotando as principais características de cada uma e junto com o time da Océane, chegamos até esse resultado, que é ideal para base, corretivo e pó compacto.

Seu formato ergonômico facilita muito na hora da aplicação, especialmente nos cantos próximos aos olhos. Detalhes que você percebe no resultado final da maquiagem, mulher!

Neste vídeo, eu conto dicas valiosas para vocês usarem com o máximo de benefícios a sua esponja! Como, por exemplo, você sabia que ela deve ser umedecida antes de usar? Assim você terá uma cobertura com efeito mais natural. E sabia também que, se você for aplicar base com formulação oleosa, melhor optar pelo pincel? Justamente pelo fato de que a esponja deve ser usada umedecida, a reação da água com o óleo da base não irá proporcionar aquela cobertura que você imagina…

Agora, quer saber mais dicas? Então, aperta o play!


6
julho

Você é daquelas que já fica preparada para postar no Insta assim que acaba aquele treino ou aquele momento incrível que está acontecendo bem na sua frente? Sabia que cientistas estão estudando sobre os efeitos disso e chegaram à conclusão que é melhor a gente esperar um pouco, viver a experiência por completo e só depois postar?

De acordo com um novo estudo publicado no Journal of Experimental Social Psychology, quando as pessoas se concentram mais em publicar no Instagram em vez do que acontece ao seu redor, isso faz com que elas dependam das fotos para se lembrarem dos eventos, pois não tiveram tempo para viverem aquela experiência por completa e memorizar cores, sabores e sensações.

A ideia não é que você precisa parar de registrar aquele pôr do sol ou aquele prato do chef do restaurante badalado, mas que você viva aquele momento, esteja presente, sinta a explosão de sabores… enfim, que você possa, primeiro, vivenciar, ao vivo, toda aquela experiência – e, depois de um tempinho, você posta lá no seu perfil…


5
julho

Mulher! Pre-pa-ra o coração, já reúne suas maquiagens e deixa tudo pronto para arrasar no look – e na torcida – pela nossa seleção amanhã! E esse tutorial mara que eu preparei, ainda na Rússia, todo em Azul, é a opção certeira para você arrasar! Ficou curiosa? Então aperta o play e já vai treinando, pra não perder tempo amanhã, combinado?

Pra entrar no clima da Copa do Mundo da Fifa, vem ver também o Vlog que eu fiz contando um pouco para vocês do dia em que eu conheci a Praça Vermelha, cartão postal de Moscou, além do primeiro jogo do Brasil! Ah! E se você quiser mais opções de make para torcer, confere esse AQUI.

Não esquece de deixar o look separado também, meu bem! Precisa de inspiração? Clica aqui que eu separei alguns looks pra você!


4
julho

Quem aí sofre com as olheiras e acaba tendo que se esconder com óculos escuros ou com aquela make carregada?

Elas podem ser de origem genética (perceptíveis desde a infância e geralmente presente em etnias como árabes, turcos, povos andinos e indianos), mas também podem indicar maus hábitos (como noites mal dormidas, excesso de bebida alcoólicas, tabagismo e exposição solar) ou até por processos inflamatórios (como rinite e sinusite, por exemplo), explica a dra. Claudia Marçal, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Segundo a dermatologista, nos casos não-genéticos, ocorre um processo inflamatório local que produz derrame de pigmento de melanina e hemossiderina que se depositam na pele e a escurece de forma heterogênea, num processo progressivo e crônico trazendo um ar de cansaço. “Com relação às olheiras genéticas ou hereditárias, elas precisam de controle a vida toda, pois este depósito aumentado de pigmento na região ocular é um marcador genético ou étnico que não desaparecerá espontaneamente e exige tratamentos realizados pelo dermatologista para tratar e controlar o quadro posteriormente”, conta.

As olheiras também podem indicar o envelhecimento da pele da região, que se torna cada dia mais fina, por vezes com perda de colágeno e sustentação tecidual, o que leva ao encovamento da área orbital, deixando a pele mais sombreada e aderida às estruturas profundas com a visualização dos vasos e capilares.

E ainda podem ser reflexo da sua alimentação! “As olheiras também pioram com a alimentação rica em açúcar e sal, pois, assim como o álcool, edemacia a região tornando a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente”, destaca a médica.

Como tratar?

Existem tratamentos com o uso de hidratantes específicos para a área dos olhos, com formulações específicas que devem ser indicadas pelo seu dermatologista. Há também procedimentos estéticos, como aplicação de ácido hialurônico, ou microagulhamento de ouro com radiofrequência ou laser de CO2 para rejuvenescer a pele. Mas a dermatologista destaca que além do tratamento é importante se conscientizar da importância de adquirir hábitos de vida e alimentação saudáveis, para ajudar na manutenção e prevenção.

Em casa

Aquela receita caseira da nossa avó ainda está valendo! Aplicar compressas de chá de camomila gelado, por dez minutos, e manter a cabeceira elevada. “Isso promove vasoconstrição, diminuição do inchaço e ação anti-inflamatória pelo camazuleno e alfa bisabolol presentes na camomila”, explica a médica. As rodelas de pepino também conferem efeito calmante imediato! A temperatura fria pode contrair os vasos sangüíneos, de modo que o inchaço é temporariamente reduzido, mas sem efeito direto nas áreas escuras.

As máscaras também podem ajudar a amenizar o problema, com bons resultados com uso prolongado, trazendo mais firmeza, viço e despigmentação à área. Confira as receitas:

Máscara de batata, mel e azeite de oliva – como fonte de vitamina A, betacaroteno e antioxidantes, a batata é uma fonte de alimentação para as necessidades da pele. O azeite de oliva é muito conhecido para os cabelos, mas também pode ajudar a melhorar as olheiras, as rugas finas, hidratação e retirada de impurezas.
Ingredientes: 1 batata media, 1 colher de mel, Azeite extra virgem.
Como fazer: Descasque a batata e rale. Misture com o mel e acrescente o azeite até que tenha a consistência de uma pasta. Aplique abaixo dos olhos e deixe agir por meia hora. Em seguida, lave com água morna. Ela pode ser aplicada duas vezes por semana, para clarear, desinchar, alimentar e hidratar a região.

Máscara de abacate e óleo de amêndoa – excelente para o rejuvenescimento da região e melhora da área escura. O óleo de amêndoa é um hidratante natural e também ajuda na redução de linhas de expressão e inchaço se aplicado regularmente.
Ingredientes: 1 colher de abacate amassado, 4-5 gotas de óleo de amêndoa e algodão.
Como fazer: Misture muito bem o abacate com o óleo e mergulhe o algodão na mistura e aplique na região dos olhos e deixe agir por 15 a 20 minutos. Então lave bem a área e seque suavemente. Esta máscara pode ser aplicada duas vezes ao dia para tratar a área escura, bem como o inchaço.

Anotou? Agora, sem desculpa para ter que se esconder debaixo dos óculos escuros – use-os como acessório de estilo, não para se esconder, amores!


3
julho

Eles podem dar uma ajudinha para aumentar a queima de gordura e até melhorar o seu desempenho físico, mas não fazem milagres e é preciso saber como usar para tirar o melhor proveito destes alimentos.

Mas você sabe por que certos alimentos são considerados “termogênicos”?

“Todos os alimentos gastam energia para serem digeridos, ou seja, têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal e acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gordura. Porém, os alimentos termogênicos apresentam um maior grau de dificuldade em serem digeridos pelo organismo, fazendo com que seja consumida uma grande quantidade de caloria e de energia para realizar a digestão”, explica Renata Domingues, médica especializada em Nutrologia e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia Médica (Abranutro).

Para que servem os alimentos termogênicos?

Segundo a especialista, os alimentos termogênicos são comumente usados como emagrecedores naturais, para aumento da massa muscular e para melhorar o desempenho físico durante exercícios de alta intensidade, ajudando a melhorar a resistência muscular e induzindo a mais contrações musculares do que o normal. Porém, nem todos os alimentos que emagrecem são considerados termogênicos.

“Alimentos como maçã, pepino, brócolis, cenoura e beterraba não têm propriedades de acelerar o metabolismo ou de aumentar a queima de calorias de forma mais significativa, mas trazem outros benefícios para a saúde, como melhora do funcionamento do intestino e prolongamento da sensação de saciedade”, completa.

Quais são os alimentos termogênicos?

“Os principais alimentos termogênicos incluem pimenta vermelha, óleo de coco virgem, canela, chá verde, guaraná em pó, cacau, gengibre e alimentos ricos em ômega 3”, explica a dra. Renata. 

Como devem ser consumidos os alimentos termogênicos?

Ingerir apenas os alimentos termogênicos sozinhos não são o suficiente. Para que estes tenham um bom funcionamento no organismo, é preciso uni-los a exercícios físicos e uma alimentação equilibrada. Dessa forma, além de ajudar na perda de gordura, os alimentos termogênicos podem auxiliar até no controle da obesidade e, consequentemente, na prevenção do diabetes mellitus tipo 2.

“O recomendado é que os alimentos termogênicos sejam ingeridos de 30 a 60 minutos antes do início da prática de exercício físico, para ajudar na queima calórica e melhora da performance. Mas o consumo deve ocorrer somente no período da manhã e da tarde e nunca antes de dormir, pois a otimização do processo da queima de calorias e a aceleração o metabolismo que ocorrem devido a estes alimentos podem atrapalhar o sono e causar insônia”, afirma a médica.

Há algum cuidado que deve ser tomado ao consumir alimentos termogênicos?

De acordo a Dra. Renata Domingues, é preciso tomar cuidado com os termogênicos, pois o exagero no consumo destes alimentos pode levar ao surgimento de sintomas como dores de cabeça, tonturas, insônias e problemas gastrointestinais. Além disso, os alimentos termogênicos não são indicados para indivíduos com hipertireoidismo, devido a aceleração do metabolismo, nem para hipertensos e cardiopatas, pois alguns desses alimentos aceleram o coração. “Gestantes, lactantes, crianças e pessoas com úlceras, enxaqueca ou alergias também devem evitar consumir esses alimentos ou então consumi-los em pequenas quantidades, sempre de acordo com a orientação de um profissional capacitado e nunca com intenção de emagrecer”, finaliza.

Anotou todas as dicas, amores? Bora colocar esse corpo para suar e espantar a preguiça! Para um plano alimentar mais adequado às suas necessidades, já sabe né, consulte sempre um nutricionista ou médico de sua confiança, que irá dar as dicas para o seu estilo de vida, combinado?


Sigam-me nas redes sociais!

Receba novidades do blog em primeira mão
no meu Facebook!


Inscreva-se no meu canal!
Vídeos inéditos todas segundas, quartas e sextas



Fique pertinho do meu dia a dia no meu Instagram



Inspire-se comigo no Pinterest

Lojas que recomendo

Publicidade