11
maio

Hey time!

A dica de hoje é para você prestar um pouco mais de atenção à sua alimentação, mas no sentido de preservar a sua saúde. Estas estações intermediárias como o outono e a primavera, com clima mais ameno, são épocas em que ficamos mais suscetíveis a mudança de clima e muitas vezes podemos pegar aquele resfriado chato. Então, pra se prevenir, nada melhor do que dicas simples, que podem ser incorporadas no nosso dia a dia, certo?

 

Além de lembrar que está tudo interligado, né mulher?! Sua saúde, sua beleza, sua pele, seus cabelos, unhas, humor… e por aí vai! Então, presta atenção nas dicas da nutricionista Beatriz Botéquio:

Além dos macronutrientes, como proteínas (fundamentais para a formação dos anticorpos) e carboidratos (que garantem energia para o nosso corpo), alguns nutrientes devem fazer parte da nossa alimentação:

Ácidos graxos (ômega-6 e ômega-3): são importantíssimos no controle das inflamações, processos que fazem parte da resposta imunológica, que, quando não controladas pelo organismo, podem trazer grandes danos à saúde. Onde encontrar: peixes em geral (salmão, atum, etc.) e óleos vegetais.

Compostos antioxidantes: a vitamina A é ótima aliada contra infecções. Já a vitamina E, ajuda a preservar os ácidos graxos, componentes essenciais das células. A vitamina C, é um potente antioxidante e auxilia na prevenção de doenças. A deficiência na ingestão desta vitamina está relacionada a um maior risco de infecções. Onde encontrar: Vitamina A –  frutas e vegetais, como a cenoura, a maça, etc. Vitamina E – grande parte dos cereais e produtos derivados. Vitamina C – frutas cítricas, como laranja e maracujá.

Zinco e Ferro: são minerais essenciais para o fortalecimento da imunidade. A ingestão de quantidade adequada de ferro garante que o oxigênio necessário chegue até as células e estas resistam às doenças, já o zinco é essencial nos processos de cicatrização e crescimento normal dos tecidos. Onde encontrar: Zinco – castanha-do-pará. Ferro – carne vermelha.

Fibras alimentares: podem trabalhar de duas formas: como prebióticos, carboidratos não digeríveis, que afetam beneficamente o intestino, por estimularem a proliferação e/ou atividade de microrganismos no cólon do intestino; ou como potencializadoras dos probióticos microrganismos vivos, que são administrados em doses adequadas e trazem saúde para o indivíduo. Tanto os prebióticos quanto os probióticos melhoram a saúde do intestino e sabe-se que isso favorece a efetividade do sistema imunológico, além de serem ótimas fontes de energia. Onde encontrar: frutas, vegetais e grãos integrais.               

É claro, mulher, que para uma orientação mais específica, é super importante recorrer à sua nutricionista, combinado?

Mas, me conta, você cuida bem da sua alimentação? Não apenas com o intuito de fazer dieta ou emagrecer, mas para preservar a sua saúde e o seu bem-estar?

Beijos, beijos,

Mari Saad


Sigam-me nas redes sociais!

Receba novidades do blog em primeira mão
no meu Facebook!


Inscreva-se no meu canal!
Vídeos inéditos todas segundas, quartas e sextas



Fique pertinho do meu dia a dia no meu Instagram



Inspire-se comigo no Pinterest

Lojas que recomendo

Publicidade