8
abril

É uma delícia! E, na medida certa, dá pra comer sem culpa! Sim, estou falando do chocolate. “Além e ter um sabor agradável, o chocolate estimula a produção da serotonina, neurotransmissor que melhora o humor e traz a sensação de bem-estar e prazer”, explica Camila Giacomini, nutricionista do Hospital São Luiz Morumbi. “O chocolate nem sempre é o grande vilão das dietas. Como qualquer alimento, desde que consumido com moderação, ele pode ser até benéfico”, afirma Letícia Possebon, nutricionista da Pró-Corpo Estética Avançada.

 

FACE_08_04_2015

Benefícios do chocolate 

  • Rico em proteínas;
  • Fonte em minerais como ferro, cálcio, magnésio, potássio e fósforo e vitaminas do complexo B;
  • O magnésio, presente de forma mais abundante no chocolate com no mínimo 50% de massa de cacau, supre a quantidade diária deste nutriente, que por sua vez tem ação antagônica ao cálcio, favorecendo o controle da pressão arterial;
  • O chocolate amargo é rico em flavonoides, que são compostos polifenólicos vegetais que atuam como antioxidantes e podem auxiliar na redução dos riscos de doenças cardiovasculares. Em média, o chocolate amargo possui o triplo de antioxidantes do que o chocolate ao leite.

 

Porém, as vantagens não são as mesmas para todas as variedades de chocolate. Confira:

Chocolate branco: não possui cacau, apresenta um teor maior de açúcar e gorduras, logo perde os benefícios presentes no cacau;

– Chocolate ao leite: possui cacau na composição, mas em menor quantidade em comparação ao amargo;

– Chocolate sem lactose: tem apenas indicação para pacientes com intolerância à lactose, sem nenhum outro benefício associado;

– Chocolate diet: é restrito de açúcar, indicado para pacientes diabéticos, no entanto deve-se tomar cuidado, pois para melhorar a palatabilidade algumas marcas adicionam uma quantidade maior de gorduras, o que restringe também seu consumo.

– Chocolate amargo: é o mais recomendado, uma vez que possui menos gorduras e açúcares, além de ser uma rica fonte de flavonoides.

Dicas de como consumir

  • Para aproveitar os benefícios, ao invés de comer maiores quantidades de chocolates de uma só vez, é muito melhor que pequenas quantidades sejam ingeridas diariamente. A inclusão de 30 gramas de chocolate por dia não é considerada exagerada, desde que esteja inserida em um estilo de vida saudável, com bons hábitos alimentares, atividade física regular e menos preocupações.
  • Observe com cuidado a rotulagem nutricional do chocolate escolhido e também a lista dos ingredientes.  Segundo a legislação, os ingredientes devem ser descritos conforme a quantidade na receita, ou seja, a quantidade dos ingredientes deve ser escrita do mais abundante para o menos abundante.(Universidade Cruzeiro do Sul e Hospital São Luiz Morumbi)

Beijos,

Mari Saad


Sigam-me nas redes sociais!

Receba novidades do blog em primeira mão
no meu Facebook!

Inscreva-se no meu canal!
Vídeos inéditos todas segundas, quartas e sextas



Fique pertinho do meu dia a dia no meu Instagram



Inspire-se comigo no Pinterest

Lojas que recomendo

Publicidade