17
março

Você sabia que o chá é a segunda bebida mais consumida no mundo? Só perde para a água! Quente ou gelado, é um aliado da saúde, bem-estar e, até mesmo, da sua dieta, pois pode oferecer nutrientes, antioxidantes e até ajudar a controlar a ansiedade.

E o queridinho da vez é o Matchá. A erva é campeã: possui 70 vezes mais antioxidantes que o suco de laranja e nove vezes mais betacaroteno que o espinafre, por exemplo. A melhor notícia: seu consumo aumenta em 25% a queima de calorias durante os exercícios físicos!

Conheça outros chás que podem ser seus aliados!

17_03_2015

Como preparar?

O chá pode ser preparado por INFUSÃO, ou seja, quando você despeja a água fervente sobre a erva e, depois, abafe entre 3 a 5 minutos. “Este processo é utilizado para flores, folhas e também para ervas aromáticas, pois se as fervermos as essências poderão volatilizar (perder-se pela ação do calor), causando a perda de sabor e poder medicinal do chá”, orienta a nutricionista Paula Castilho.

A outra forma de preparo é por COCÇÃO, quando você cozinha a erva. “Este processo deve ser restrito a raízes, cascas, sementes e outras partes duras. A fervura pode variar de 3 a 15 minutos”, ensina a nutricionista.

Ah! E opte sempre por tomar o seu chá feito na hora ou, no máximo, armazenado na geladeira por 24 horas, para manter as propriedades de cada erva.

“Moderação também é bom”, orienta a nutricionista. Duas a três xícaras por dia são mais que suficientes para usufruir de seus benefícios. E, lembre-se, só o chá não faz milagre. O que funciona mesmo é aliar o seu consumo com uma alimentação saudável e exercícios físicos regulares.

Tem contra-indicação?

Mesmo sendo de origem natural, é preciso moderação. Os chás podem apresentar algumas restrições como, por exemplo, podem abaixar a pressão, serem contra-indicados na gestação ou amamentação ou serem de uso exclusivamente externo. Quem tem gastrite ou sofrem de insônia, por exemplo, deve evitar os chás branco, verde, preto e mate, por exemplo, que têm bastante cafeína. “Durante a gravidez é recomendado evitar o consumo excessivo da erva-doce”, lembra a nutricionista.

Fica a dica!

Para saber mais como incluir os benefícios das ervas e potencializar a sua dieta, consulte sempre um nutricionista, que irá dar as orientações ideais para as suas necessidades, orienta a nutricionista.

Beijos beijos!


  • Gostei e gostaria de receber novidades deste tipo. Parabéns!

  • Mariana,

    Meu nome é Gabriela e além de blogueira, trabalho na assessoria de imprensa da marca Lupo.
    Mariana, eu estou te enviando email já faz uma semana e não recebo nenhuma resposta sua, será que você pode me dar um posicionamento por favor?

    Obrigada.

Sigam-me nas redes sociais!

Receba novidades do blog em primeira mão
no meu Facebook!

Inscreva-se no meu canal!
Vídeos inéditos todas segundas, quartas e sextas



Fique pertinho do meu dia a dia no meu Instagram



Inspire-se comigo no Pinterest

Lojas que recomendo

Publicidade